Irati e Região / Notícias

07/03/14 - 09h46 - atualizada em 07/03/14 às 10h32

Sanepar apresenta projetos para solucionar problemas no abastecimento de água

Informe publicitário da Prefeitura de Irati 


Preocupado com as constantes interrupções no abastecimento de água em Irati, o prefeito Odilon Burgath tem realizado uma série de reuniões pedindo soluções para esse problema a representantes da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Num primeiro momento, os técnicos da empresa apresentaram um projeto que está em andamento desde agosto do ano passado e que deve ser concluído até o final de abril.

O primeiro encontro do prefeito para tratar do assunto foi em Curitiba, juntamente com o secretário de Planejamento e Coordenação, Valdecir Aksenen; o diretor-presidente da Sanepar, Eugênio Ghignone; o diretor de Investimentos, João Martinho Cleto Reis Junior e o gerente-geral da Região Sudeste, Antonio Carlos Gerardi. Na ocasião, Odilon cobrou ações efetivas para solucionar os problemas de abastecimento nos diversos bairros da cidade e também, foram discutidas medidas para ampliar a oferta de água em comunidades rurais.

“Ficou tratado que em poucos dias uma equipe técnica da Sanepar visitaria Irati, e também traria informações sobre um projeto emergencial que está em andamento dentro do Município, além das futuras intenções de ampliação do abastecimento”, afirma o prefeito.

Na sequência mais uma reunião foi realizada, desta vez em Irati, com a presença do gestor da área industrial da Sanepar em Irati, Edison Moro Rios; do gestor de redes de Irati; Miguel Vieira Guimarães; do engenheiro civil e coordenador de redes, Fábio Wilson Dias e do engenheiro civil, Leandro Ribas.

Os técnicos apresentaram um projeto que está em andamento desde agosto de 2013, e estabeleceram um prazo de até o final de abril para conclusão do mesmo. “Este projeto visa melhorar o abastecimento de água em diversos bairros do município, porém, sua execução ainda causa muitos transtornos porque deve ocorrer com o sistema em operação”, explica o secretário de Planejamento.
Aksenen ainda colocou a necessidade de uma intervenção urgente para melhorar o abastecimento em diversas áreas do quadro urbano, principalmente, na região da Vila São João, tendo em vista que a Vila Matilde já sofre com desabastecimento há muito tempo.

Em uma nova reunião que contou com a presença de Edson Moro Rios e Antônio Carlos Gerardi, foram discutidas além das obras em andamento, futuras intervenções para melhorar não somente a distribuição, mas também, a captação e o tratamento da água. Gerardi ainda recebeu do prefeito um pedido para tornar operacional o poço artesiano número 03, que se encontra próximo ao kartódromo, e conectar ao sistema já existente. 

“O poço tem capacidade de produção de 2.400.000 litros de água por dia. Essa ação irá melhorar a oferta de água para o quadro urbano e para o Condomínio Industrial”, acrescenta Odilon. Na ocasião, o prefeito também solicitou a Sanepar melhorias no sistema de abastecimento em diversas comunidades rurais, em especial em Itapará.

Sobre a região de Itapará, Moro Rios afirma que as obras preveem implantação de adutora e infraestrutura para sistema de captação em poço artesiano. O processo licitatório está em andamento e a previsão é de investimento de R$290 mil.
Como futuras medidas a serem implantadas, os representantes da Sanepar apresentaram a Odilon um projeto de melhorias no sistema de captação, tratamento e distribuição de água para o quadro urbano de Irati. A expectativa é que seja lançado o edital até o final deste mês e terá orçamento entre R$13 e R$15 milhões. 

“O projeto prevê a construção de uma estação de captação superficial e tratamento, nas proximidades de Rio Imbituvão, com adutora de 11.700 metros e três reservatórios. O primeiro deles, com um milhão de litros, próximo ao Condomínio Industrial; outro com dois milhões de litros no Alto da Glória e um terceiro, também com capacidade para dois milhões de litros no Jardim Aeroporto (próximo a Yazaki). Se esta obra for feita resolverá problemas de captação de água por mais de uma década”, ressalta o prefeito.




Comentários

Enquete

O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve ser a base da Reforma Tributária?

  • Não
  • Sim
Resultados