Irati e Região / Notícias

03/12/19 - 19h34 - atualizada em 03/12/19 às 19h54

Simpósio discutirá produção de leite em Irati e região

Evento ocorre na quinta (5), no CT Willy Laars. Entrada será um quilo de alimento

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub 

Em entrevista no programa "Meio Dia em Notícias", veterinário Sebastião Azevedo Neto destacou que seminário visa contribuir para produtores aumentarem a rentabilidade do leite

Com o tema “Cadê o leite que estava aqui?”, será realizado o 2º Simpósio SANPEC, no CT Willy Laars, nesta quinta-feira (5). Serão quatro palestras, ao longo do dia, com médicos veterinários que vão debater a produção leiteira em Irati e região. A inscrição para o simpósio é de um quilo de alimento. O evento começa às 8 h e segue até as 16h.

Segundo o veterinário Sebastião Azevedo Neto, proprietário da Lacto Irati Agropecuária, o simpósio é voltado aos produtores de toda a região e vai procurar debater meios de ampliar a produtividade do leite de modo a tornar o negócio mais lucrativo. “Os palestrantes convidados são pessoas extremamente técnicas, bastante capacitadas. Temos mestres e doutores na atividade”, ressalta Azevedo Neto.

Ouça a entrevista completa com o veterinário no fim do texto

Entre os palestrantes da manhã, estão o doutor em Produção Animal, Alexandre Susenbach de Abreu, que vai abordar a “Gestão da Produção do Leite com Eficiência”; o médico veterinário, especialista em gestão, Edilson José Vieira, que possui mais de 30 anos de experiência de atuação na Cooperativa Witmarsun, que vai explanar o tema “Alimentando a vaca de leite com qualidade”.

Durante a tarde, o veterinário Maicon Puertas Sorrilha da Silva vai desdobrar o “Impacto na produção de leite com CCS [contagem de células somáticas] alta no tanque”. “Uma vaca que tenha uma contagem de células somáticas alta tende a produzir menos leite. Muitas vezes, você consegue, através de uma análise laboratorial, diagnosticar isso antes, estipular um tratamento para essa vaca ou, até mesmo, retirá-la do rebanho”, acrescenta Azevedo Neto.

O médico veterinário, mestre em Produção Animal, Juliandro Ostapechen, encerra o ciclo de palestras do dia com o tema “Os desafios do período de transição”. O período de transição, segundo o veterinário da Lacto Irati, corresponde ao intervalo que se inicia 15 dias antes do parto e se encerra 15 dias depois do parto de uma vaca. “É quando a vaca sofre todas as transformações, principalmente por ela estar se preparando para o parto e, no pós-parto, como ela vai se desenvolver até atingir o pico de leite. O animal, quando não tem um tratamento adequado nesse período, pode demorar a atingir esse pico de lactação. Isso gera prejuízo ao produtor”, comenta. Azevedo Neto explica que o esperado é que esse pico seja alcançado 15 dias após o parto; contudo, se houver erro no manejo, pode ocorrer com até 20 dias de atraso, no 35º dia após o parto.

“O intuito é mostrar ao produtor que, com pouco investimento, da maneira correta, dentro de sua propriedade, é possível obter maior lucratividade. Nós, que trabalhamos na parte de assistência e consultoria, abrindo a mente do produtor, facilitamos o entendimento deles e até a melhora de sua qualidade de vida”, observa o veterinário.

Alguns produtores também vão relatar suas experiências de produção de leite dentro de suas respectivas propriedades. A intenção é que eles mostrem ao pequeno produtor que é possível crescer dentro da atividade leiteira, se o investimento for realizado da maneira correta.

A programação também inclui coffee break e almoço, que será gratuito para os inscritos.

As inscrições para o 2º Simpósio SANPEC são limitadas e devem ser efetuadas, antecipadamente, pelo WhatsApp (42) 99991-9965 ou pelo telefone (42) 3422-2525. A organização solicita a confirmação antecipada da inscrição tendo em vista a preparação do almoço que será fornecido aos participantes. A expectativa da organização é a de atrair cerca de 200 inscritos.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

Comentários