Irati e Região / Notícias

09/06/19 - 14h00 - atualizada em 13/06/19 às 09h59

Sucesso da FEMALI mantém nove malharias no Pavilhão Francisco Barros

Expectativa de inverno mais rigoroso fez crescer a procura pelos produtos das malharias de Imbituva na edição deste ano da FEMALI, até mesmo depois de seu fim

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub 

Nove malharias estão comercializando produtos no pavilhão Francisco Barros até o fim do mês de junho

A expectativa de um inverno mais rigoroso em 2019 e o crescimento no volume de vendas na Feira das Malhas (FEMALI) 2019, em comparação ao ano passado, animou os donos de malharias de Imbituva a manter as vendas no Pavilhão Francisco Barros, local onde ocorre o evento, até o final do mês de junho.

De acordo com o presidente da Associação das Malharias de Imbituva, Verli Moleta, a edição da FEMALI deste ano cumpriu as metas de vendas estipuladas antes de o evento começar. “Neste ano, tivemos, principalmente aos finais de semana e feriados, uma procura muito grande pelos nossos produtos. Estamos contentes com o resultado da Feira”, diz Moleta.

De acordo com ele, consumidores e lojistas têm procurado malhas mesmo após o fim da Feira. “Devido ao frio, que está vindo com mais intensidade, e todas as expectativas são de que, neste ano, o frio seja maior, após a Feira, muitas pessoas e muitos lojistas estão nos procurando para a aquisição de produtos. Inclusive, onde é realizada a Feira, estamos com nove malharias no Pavilhão [Francisco Barros], num Centro Comercial, que vai ficar até o final do mês de junho. As lojas também estão atendendo normalmente, de segunda a sábado. A procura está sendo bem melhor que no ano passado”, salienta. Moleta estima que a procura tenha crescido entre 20% e 30% em relação ao mesmo período em 2018.

PUBLICIDADE

Moleta explica que a maior parte das vendas feitas pelas malharias é de roupa feita (prêt-a-porter), mas é possível encomendar peças a serem produzidas, quando a compra é feita no atacado. “A maioria trabalha com produtos prontos. Mas tem malharias que fazem terceirizações, tem malharias que fazem pedidos. Se a pessoa quiser várias peças, as malharias desenvolvem e entregam para nossos clientes. Inclusive, podem desenvolver até com marcas de outras fábricas”, comenta.

O Pavilhão Francisco Barros (Avenida Centenário, 1237, Imbituva) fica aberto das 8h30 às 17h30, sem fechar para o almoço.

Quer receber notícias pelo WhatsApp?

Envie SIM notícias http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua  

Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC 


Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados