Paraná / Notícias

01/11/11 - 08h31 - atualizada em 01/11/11 às 08h42

MP investiga jornada médica no Hospital Regional de PG

Em e-mail à redação do JM, uma funcionária disse que a diretoria do Hospital faz diferenciação no tratamento aos servidores e que é contra o ponto para os médicos
JMNEWS


A promotoria de saúde quer saber quantos são os médicos que trabalham no Hospital Regional, e as suas cargas horárias
O promotor de Justiça Fuad Faraj, da área da saúde pública, instaurou um inquérito civil público para investigar a denúncia de que os médicos que trabalham no hospital regional Wallace Tadeu de Mello e Silva, em Ponta Grossa, não cumprem a jornada de trabalho e não se submetem à comprovação de ponto. O Ministério Público deu prazo de dez dias para que a direção do hospital encaminhe informações e documentos sobre os horários de trabalhos dos profissionais da instituição.

Em e-mail à redação do Jornal da Manhã, uma funcionária que não quis se identificar disse que a diretoria do Hospital faz diferenciação no tratamento a servidores públicos. “A população de Ponta Grossa sofre com a falta total do funcionamento do HRPG, mas muitos desconhecem que os servidores que ali trabalham estão também muito descontentes”, diz.



Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados