Paraná / Notícias

23/02/12 - 17h12 - atualizada em 23/02/12 às 17h16

Sesa investiga contaminação de lotes de salsichas de Alto Piquiri

Investigação é realizada para verificar se alimento continha bactéria do botulismo. Duas pessoas já morreram com a doença
Gazeta do Povo



Empresa já retirou do coméricio aproximadamente 1.400 quilos da salsicha


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) interditou todos os lotes de uma fabricante de salsichas localizada em Alto Piquiri, no Noroeste do Paraná, por conta da suspeita da presença da bactéria causadora do botulismo em um deles. No total, duas pessoas já morreram, outras duas estão doentes e há outras dez com a suspeita da doença.

De acordo com a 12ª Regional da Saúde, que atende à região de Umuarama, aproximadamente 400 quilos do alimento já foram retirados do comércio de Alto Piquiri e das proximidades. “Estamos correndo de casa em casa para conversar com a população para que possamos apreender o produto e, futuramente, incinerá-los”, informou o diretor da Regional da Saúde, Arecídio Cassiano, à RPC TV Maringá.

Em um dos casos confirmados da doença, um homem ficou 20 dias no hospital, 19 deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Outra vítima comeu a salsicha in natura e morreu, enquanto a esposa e o filho comeram a salsicha frita e não sofreram nada”, contou Cassiano, reforçando a suspeita de que o alimento estava contaminado pela bactéria. “Muitas pessoas, sem saber, fritaram ou cozinharam a salsicha e podem ter matado a bactéria [antes da ingestão do alimento].

”A empresa que fabrica a salsicha já suspendeu a produção do alimento. “Nos prontificamos a ressarcir quem eventualmente teve algum prejuízo, até que as análises sobre o produto saiam”, confirmou o advogado em entrevista à RPC TV Maringá.

A recomendação da 12ª Regional de Saúde é para quem ainda tiver o produto em casa não consumi-lo e devolver a salsicha no local onde comprou.

No início desta manhã, a 12ª Regional da Saúde havia confirmado a contaminação das salsinhas pela bactéria, mas, mais tarde, a Sesa desmentiu, informando que há apenas suspeitas e que a investigação está em andamento.

Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados