Policial / Notícias

09/09/19 - 00h26 - atualizada em 09/09/19 às 00h34

Ladrões invadem casa enquanto família estava em casamento

Alguns objetos foram levados do imóvel. Em outra ocorrência, botijões de gás foram furtados da pastoral da criança

Da Redação


Dois furtos foram registrados em Irati no sábado, 7. Na primeira situação que a Polícia Militar foi acionada, uma mulher relatou que chegou na sede da pastoral da criança e constatou que parte do telhado havia sido retirado. Além disso, o forro estava danificado. Dois botijões de gás foram furtados do local.  

Na segunda ocorrência, uma família relatou que saiu da casa para ir num casamento. Quando retornaram, os moradores encontraram a porta da frente da residência arrombada e observaram que alguns objetos tinham sido furtados.  

Ainda em Irati, um rapaz estava agindo de forma agressiva em sua casa no bairro Lagoa. A mãe dele afirmou que possuía uma medida protetiva de afastamento do lar contra o jovem. Os policiais verificaram que a medida protetiva tem validade até 11 de fevereiro de 2020. Sendo assim, ambos foram conduzidos até o Pronto Atendimento para realizarem o laudo de lesões corporais. Posteriormente, mãe e filho foram levados para a Delegacia.  

Na Vila Matilde, um homem agrediu a namorada. A vítima afirmou que sofreu ferimentos no braço esquerdo e no joelho esquerdo. Depois disso, o agressor se escondeu num matagal. Os policiais realizaram buscas, mas não encontraram o suspeito.  

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

A PM de Irati também cumpriu um mandado de prisão no fim da noite de sábado, 7. O homem detido foi abordado em frente de uma casa noturna na rua Expedicionário José de Lima, pelas equipes de Rádio Patrulha do Centro e da Vila São João. 

Em consulta ao sistema da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SESP) foi constatado que ele possuía mandado de prisão em aberto por roubo (artigo 157 do Código Penal). O homem foi encaminhado ao Pronto Atendimento e depois para a Delegacia.  

No bairro Engenheiro Gutierrez, policiais foram informados que um veículo Vectra estava realizando manobras perigosas, como cavalinho de pau e patinadas, na via pública. No local, a equipe constatou que o motorista tinha apenas 17 anos. Já o carro apresenta débitos na documentação. Por isso, ele foi guinchado e conduzido até a sede da 8ª Cia. Já o menor realizou o laudo de lesões corporais no Pronto Atendimento antes de ser encaminhado para a Delegacia. A mãe do adolescente acompanhou os procedimentos.  

PUBLICIDADE

Já na madrugada de domingo, 8, uma mulher compareceu na sede da 8ª Cia para relatar que havia sido agredida por outra pessoa que estava em sua residência. A PM foi até o local indicado e conversou com a suposta agressora, que também tinha sofrido escoriações. A ambulância da secretaria de Saúde encaminhou ambas para o Pronto Atendimento Municipal. A vítima não demonstrou interesse de representar contra a agressora.  


Comentários