Policial / Notícias

09/12/11 - 21h13 - atualizada em 10/12/11 às 10h59

Mãe diz que aluna flagrada bêbada perto de escola estava "muito mal"

Estudante de 12 anos foi flagrada em frente de escola no interior do Paraná. Menores dizem que não têm dificuldades para comprar bebidas.

Do G1 PR, com informações da RPC Ponta Grossa

 

Uma menina de 12 anos foi flagrada embriagada em frente a uma escola de Imbituva.

As imagens mostram as colegas tentando ajudá-la, mas a garota acaba caindo no meio da rua.

A adolescente contou para a mãe que havia fugido da escola com outros cinco amigos também menores de idade. Segundo a mãe da estudante, meninos teriam oferecido bebida alcóolica a menor, que quase entrou em coma alcóolico. “Ela tava muito mal mesmo, ela não andava mais”, disse a mãe.

A polícia descobriu que a bebida consumida foi comprada por um outro adolescente de 15 anos. Os colegas da garota flagrada contaram que não encontram dificuldade em comprar bebida alcóolica.

“Não tem dificuldade de comprar. Porque você vai, às vezes pelo tamanho, eles acham que você é de maior já e vendem. Não perguntam idade e nada. (...) Nem pedem documento”, relata uma menor.

Para o diretor da escola em que a adolescente flagrada estuda, Marcos Antonio Garczareck, a restrição para a venda de bebidas alcóolicas deveria ser maior. “Tem que ser feito um trabalho de conscientização dos comerciantes”, comentou.

O Ministério Público de Imbituva reconhece que o problema saiu de controle. “No momento que a criança e o adolescente são surpreendidos ingerindo algum tipo de bebida alcoólica há uma dificuldade seja da Polícia Civil, seja da Polícia Militar, no âmbito de apurar quem realmente vendeu aquela bebida. De certa forma, se esquivam da responsabilidade e isso acaba prejudicando e repressão daquele ilícito”, explica o promotor público Eduardo Ratto Vieira.

Vender bebida alcóolica para menores é crime. A punição pode ser multa, fechamento do estabelecimento até a prisão.

CAPs
No Paraná, existem 79 Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) para atender a população que necessita de acompanhamento clínico, com a finalidade de evitar internações em hospitais psiquiátricos.

Além disso, a reinserção social dos usuários através do trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários é foco dos serviços prestados pelos CAPs.

Os pais que tem filhos com problemas relacionados a bebida alcoólica podem buscar ajuda nestes centros.

Veja a lista com o contato de todos os CAPs do estado no site do Ministério da Saúde.


 

Comentários