Policial / Notícias

27/10/09 - 19h49

Matam taxista cruelmente e são presos pela PM de Irati

Polícia Militar é rápida e prende dois criminosos responsáveis por latrocínio

Kelly Ramos

(foto: Kelly Ramos) Local onde o corpo da vítima foi encontrado
Mais um crime bárbaro chocou a população de Irati. Na manhã desta terça-feira (27), perto das 10h, foi encontrado o corpo do taxista Valdir Cequinel, mais conhecido por ‘Vardo Cequinel’, 59 anos. Houve muita crueldade dos criminosos, João Maria Raimundo, 49 anos e Valdemir da Conceição, 18, ao executarem o homem, que foi degolado e atingido por diversos golpes de faca na região do tórax.
(foto: Kelly Ramos) João Maria Raimundo, 49 anos e Valdemir da Conceição, 18, confessaram o crime

O crime teve início na madruga desta terça-feira, quando Valdir recebeu uma ligação no seu celular às 2h, quando era solicitado a fazer uma corrida de táxi. Quando chegou na borracharia, localizada na BR-277, próximo ao Posto Corintiano, os dois elementos pediram que ele os levasse até Assungui, na zona rural do município de Fernandes Pinheiro e dentro do carro já desferiram um golpe de faca contra o homem. Logo após, Valdemir da Conceição degolou o taxista. Os dois abandonaram o corpo do homem próximo a Olaria do Meira, em Assungui, em meio a uma plantação.

(foto: Rose Harmuch) Carro foi incendiado pelos criminosos na comunidade de Linha Pinho
Por volta das 6h da manhã, a Polícia Militar (PM), através do 190, recebeu uma denúncia do morador da Linha Pinho, na zona rural de Irati, Sidnei Roik, que disse ter ouvido o alarme de um carro e logo após uma explosão. Ao verificar a situação, se deparou com um carro em chamas. A PM e o Corpo de Bombeiros foram acionados e no local foi contatado que se tratava de um Fiat/ Siena, placas de Irati, AJC-2086, e que o proprietário estava desaparecido desde a madrugada. O fogo foi contido pelos Bombeiros e familiares na esperança de encontrar com vida o taxista começaram a fazer buscas.
(foto: Rose Harmuch) Veículo ficou destruído após explosão

Perto das 10h, o morador da comunidade do Assungui, Nelson Rocha, passava pelo lugar onde estava o cadáver e avisou os policiais militares do Destacamento da PM de Fernandes Pinheiro. Logo em seguida chegou a Polícia Civil de Teixeira Soares e a equipe do Serviço Reservado (P/2) da Segunda Companhia da PM. O corpo foi reconhecido por familiares, que relataram, junto com outras testemunhas, fatos que poderiam levar aos possíveis autores.

(foto: Kelly Ramos) Morador do Assungui que passava pelo local encontrou o corpo do taxista
Após colherem dados, a PM chegou até uma pessoa conhecida como ‘Borracheiro’ e que este teria feito a ligação para a vítima. A equipe da viatura Povo Centro e P/2 foram até a borracharia de onde teria partido a ligação e abordaram João Maria Raimundo. No celular dele havia uma ligação para a vítima, Valdir Cequinel e com os indícios, o homem acabou confessando o crime e que o seu comparsa, Valdemir da Conceição estava escondido.

A PM também abordou a residência do ‘Borracheiro’ e encontraram o outro elemento escondido embaixo da cama. Este também confessou ter participado da morte do taxista e informou que estava com o dinheiro roubado da vítima e com o seu celular, que os dois tinham escondido em um buraco na parede, onde foi encontrado.

(foto: Kelly Ramos) A comunidade e colegas de profissão do taxista ficaram indignados com o crime e foram até a DP de Irati
Foram roubados da vítima o aparelho celular, marca Nokia, e R$ 79 em dinheiro. Os dois foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Irati, após serem presos em flagrante pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte), que é considerado pela Lei Penal Brasileira como crime hediondo, tendo como pena prevista de 20 a 30 anos de prisão.
Mais uma vez com a colaboração da população a PM teve êxito na prisão de criminosos, dando uma resposta rápida para a população. Colabore através de denúncias anônimas nos telefones 190 e 181.

Comentários