Policial / Notícias

22/12/17 - 01h58 - atualizada em 22/12/17 às 02h15

PM recaptura último foragido da Delegacia de Prudentópolis

Fugitivo permaneceu uma semana fora da cadeia e estava na localidade de Erval Bonfim

Da Redação 

O último dos três foragidos que escaparam da carceragem da Delegacia de Prudentópolis na semana passada foi recapturado na noite de quarta-feira (20). A Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima com informações sobre o paradeiro de Ezequiel Kuchnir, que estava na localidade de Erval Bonfim.

Continue lendo o texto após a publicidade

Ezequiel não esboçou reação nem resistência e se entregou aos policiais. Com ele, foi apreendida uma espingarda calibre 32, descarregada. A arma tinha sido furtada, conforme boletim de ocorrência de data anterior. A arma foi apreendida e o foragido foi reconduzido à Delegacia.

Os outros fugitivos foram encontrados na quarta-feira passada (13), no mesmo dia da fuga, ocorrida durante a madrugada. O primeiro a ser encontrado, durante a manhã, foi Thiago Lopes, que estava no Pronto Atendimento de Prudentópolis, depois de ter fraturado as duas pernas ao pular o muro da Delegacia para tentar fugir. Andrei Colodel, o Andreizinho, foi detido no início da noite num matagal na rua Lamenha Lins, na Vila da Luz, após entrar em luta corporal com um policial, que efetuou um disparo de arma de fogo para conter o fugitivo.

Em entrevista ao repórter Elio Kohut, da Rádio Esperança, na sexta-feira (15), o Comandante da 4ª CIA, 1º Tenente Zarpelon revelou como ocorreu a prisão de Andreizinho. “Foi necessário o uso da força, inclusive com disparo de arma de fogo. Nossos policiais bravamente foram atrás dele em um matagal, banhado, um policial acabou se lesionando, perdendo objetos pessoais, danificando seus materiais da corporação, danificando sua farda, isso evidencia que o nosso policial não tem medo, ele vai cumprir com a missão e a missão era fazer a recaptura desses fugitivos da melhor maneira possível e dentro da legalidade. Foi instaurado um procedimento para apurar essa situação, mas de uma maneira preliminar acreditamos que nosso policial agiu de maneira correta. Teve emprego da força da maneira adequada tendo em vista que o cidadão usou de força física contra ele, entraram em luta corporal, acabaram caindo num banhado, foi uma série de fatores que ensejou a utilização da arma de fogo, a situação de efetuar um tiro, que acertou o pé do rapaz e fez com que ele cessasse todas as investidas contra o policial e cessasse a empreitada da fuga”.

Com um ferimento no pé, o fugitivo teve que ser escoltado até um hospital de Campo Largo, onde recebeu atendimento médico.

PUBLICIDADE

Fuga

Os três detentos recapturados estavam numa cela separada da carceragem, conhecida como “seguro”, pois eles estavam jurados de morte por outros detentos. Eles aproveitaram o isolamento para escavar um túnel, que permitiu a passagem até a área externa da cela e o acesso ao muro que cerca a delegacia, por onde escaparam.

Ezequiel Kuchnir

Durante abordagem, Ezequiel possuía uma espingarda que foi apreendida pela PM

Comentários