Política e Eleição / Notícias

27/11/19 - 00h41 - atualizada em 27/11/19 às 10h26

Crianças assistem ciclo de palestras do projeto Irati: A Gente Cresce Sem Corrupção

Palestras estão sendo ministradas a alunos da rede municipal na Câmara de Irati

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub e Paulo Henrique Sava e informações e fotos Assessoria da Câmara


Cerca de 200 alunos da rede municipal de Irati acompanham, ao longo desta semana, ao ciclo de palestras do projeto “Irati: A Gente Cresce Sem Corrupção”. O intuito central do projeto é ensinar às crianças a combater a corrupção em seu dia a dia e estimulá-las a práticas e atitudes positivas, que contribuam para fortalecer valores como a honestidade.

Na segunda (25), a Semana de Combate à Corrupção foi iniciada com palestra do escritor, professor e enfermeiro Agostinho Vanderlei Basso, que abordou os pequenos atos de corrupção do cotidiano para uma plateia formada por estudantes das escolas municipais Francisco Stroparo, Francisco Vieira de Araújo, João Batista Anciutti e Olaria Filipaki.

De forma bastante didática, o palestrante ilustrou para as crianças o que é a corrupção, com exemplos do cotidiano doméstico e escolar e, depois, ampliando essa discussão para o cenário político.

Para Agostinho, o convite para palestrar era irrecusável, por considerar que não só a educação formal, como a transmissão de valores e de preceitos da cidadania – como o combate à corrupção – são os fatores que mais contribuem para que, num futuro breve, tenhamos uma sociedade mais consciente de seus deveres. “Tentei abordar a corrupção como o próprio conceito já diz, trazendo a decomposição. A corrupção tem esse fator horroroso de decompor, de fragilizar, de destruir, de deixar oco algo que até parece bem, mas que, por dentro, é frágil”, comenta.

Receba notícias pelo WhatsApp, envie SIM por aqui 

PUBLICIDADE

A abordagem do tema “corrupção” desde a infância é de suma importância, na avaliação do 1º secretário da Câmara, o vereador José Bodnar – Zequinha (PV). Ele frisa que o projeto é de iniciativa da Mesa Diretora do Legislativo iratiense, do Observatório Social e da Secretaria de Educação, com apoio do Ministério Público e OAB. “Estamos recebendo ligações de várias Câmaras em relação a esse projeto, para implantar em outros municípios. É um tema sobre o qual político não gosta de falar, mas temos que falar e mostrar que o combate a ela começa desde baixo. O Agostinho, em sua palestra, foi muito feliz, pois era para ter falado durante 20 minutos e conseguiu prender a atenção das crianças por uma hora ou mais”, enaltece.

A coordenadora da Secretaria de Educação, Dione Cristina, enfatiza que o papel desses projetos desenvolvidos em parceria com a Câmara dos Vereadores, a exemplo da Câmara Mirim, é instigar os alunos, desde cedo, à participação na vida comunitária ao compreender aspectos da cidadania. “Quando eu não participo nem me posiciono, estou dando uma caneta para que alguém tome uma decisão por mim. Por isso, é importante colocar para as crianças que temos que participar”, afirma.

Segundo Dione, outra contribuição do projeto é fazer com que as crianças tenham a capacidade de entender de que forma a corrupção pode se expressar em pequenos atos do cotidiano. Para ela, ainda que os alunos já compreendessem ou fizessem ideia do que se trata a corrupção, elas não tinham a dimensão de que esse conceito está mais próximo de seu dia a dia do que elas supunham. A palestra de Agostinho Basso serviu justamente para trazer essa compreensão, de forma que as crianças possam começar a cobrar dos próprios pais uma mudança de atitude, aponta a coordenadora.

Coordenadora da secretaria de Educação, Dione Cristina, vereador José Bodnar (Zequinha) e o enfermeiro Agostinho Basso falaram sobre as palestras do projeto “Irati: A Gente Cresce Sem Corrupção” durante participação no Meio Dia em Notícias da Super Najuá FM 92.5

O ciclo de palestras prossegue nesta quarta (27), com painéis ministrados para as escolas municipais do interior. Pela manhã, às 9h, com o 1º sargento Valdemar Barankievicz, da Patrulha Escolar Comunitária. Durante a tarde, às 14h, será a vez da advogada, procuradora do Município de Rio Azul e docente do curso de Direito da Unicentro, Silvana Przybyzeski, indicada pelo Observatório Social de Irati. A palestra de Silvana seria apresentada nesta terça (26), mas foi transferida em função do velório de Sérgio Gomes, que ocorreu na Câmara de Vereadores.

O idealizador do projeto “Eu Faço a Minha Parte”, o guarda municipal e agente de trânsito Adriano Gura, comanda a palestra de quinta-feira (29). Na sexta (30), será a vez do pastor presbiteriano José Jairo do Amaral, indicado pelo Observatório Social de Irati. Depois da palestra de sexta (30), a partir das 10h, os alunos sairão em uma caminhada contra a corrupção, com saída da Câmara em direção à Rua da Cidadania.

O projeto “Irati: A Gente Cresce Sem Corrupção” é desenvolvido pela Câmara de Irati em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e com o Observatório Social de Irati. Desde setembro, quando o projeto foi lançado, foram visitadas 28 escolas da rede municipal e o projeto envolveu 4779 alunos. As palestras são voltadas aos alunos do 4º e 5º ano do ensino fundamental.


Comentários