Política e Eleição / Notícias

19/09/19 - 11h04 - atualizada em 19/09/19 às 11h25

Legislativo de Prudentópolis em luto pela morte do vereador César Schirlo

Vereador do PV faleceu no final da manhã de quarta (18), em decorrência de complicações hepáticas

Da Redação, com informações do Blog Intervalo da Notícia e da Câmara de Prudentópolis 

A Câmara de Prudentópolis publicou portaria registrando luto oficial pela morte do vereador César Augusto Schirlo (PV). Aos 56 anos, o parlamentar faleceu às 11h desta quarta-feira (18), no Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba.

Natural da localidade de Linha Ivaí Segunda Seção, interior de Prudentópolis, onde a família é bastante conhecida, dedicava-se a atividades relacionadas ao transporte, especialmente com caminhões basculantes, e comerciais, primeiro com um Disk bebidas e, ultimamente, junto de seu filho Bruno, no comércio de pneus e acessórios.

Schirlo enfrentava problemas hepáticos desde 2018, quando foi diagnosticado. De lá para cá, houve uma série de internamentos, em hospitais de Prudentópolis e da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O quadro clínico do vereador se agravou no final de semana, quando foi novamente internado no Hospital Angelina Caron, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Desde março, já apresentava crises frequentes, com queixas de dor e desconforto.

Ligado ao esporte amador de Prudentópolis, manteve muitos vínculos de amizade propiciados pela participação em jogos de futebol. Durante muitos anos, foi goleiro no time amador do Prudentópolis Esporte Clube, em que disputou competições da Taça Paraná de Futebol e outras similares.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

Vereador César Augusto Schirlo exercia seu primeiro mandato como vereador

Na política, sucedeu a seu pai, Alcides Schirlo, que foi eleito para a legislatura de 1993-1996, com 509 votos. César Schirlo foi candidato pela primeira vez nas eleições de 1996, pelo antigo PFL (atual DEM), com 556 votos (2,32% dos votos válidos). Nas eleições seguintes, no ano 2000, ainda pelo PFL, obteve 565 votos (2,08% dos válidos) e ficou na suplência, assim como em 2004, quando obteve 747 votos (2,54% dos válidos). Quatro anos depois, já filiado ao PDT, conquistou 817 votos (2,73% dos válidos) e continuou na suplência. No penúltimo ano da legislatura 2009-2012, em janeiro de 2011, assumiu uma cadeira em substituição a um dos titulares, que se licenciou do cargo.

Em 2012, filiado ao PSB, recebeu 379 votos (1,19% dos válidos), permanecendo na suplência. Foi eleito em 2016, pelo Partido Verde (PV), com 405 votos (1,38% dos votos). Em sua atuação legislativa, defendeu sempre a manutenção das estradas rurais, não somente de sua própria comunidade, mas, por extensão, de todo o interior de Prudentópolis. Demonstrou preocupação e buscou melhorias na rede de abastecimento de água tratada no setor rural, além das questões relacionadas à educação, postos de saúde e da área urbana.

Para sua comunidade, a Linha Ivaí Segunda Seção, reivindicou uma academia ao ar livre e, subscrevendo o pedido de outros vereadores, intercedeu pela obra de pavimentação em pedras irregulares desde a Linha Esperança até a Linha Ivaí Segunda Seção.

PUBLICIDADE

O suplente Ivo Proczkevicz deve ser convocado para assumir a cadeira vacante. Ivo já assumiu temporariamente o cargo de vereador suplente, mediante a licença do presidente Jaison Kuhn.

O corpo do vereador César Schirlo foi trasladado para Prudentópolis e está sendo velado na Capela Municipal. O sepultamento ocorre nesta quinta (19), por volta das 15h30. O município decretou luto oficial de três dias.

Esta já é a segunda baixa na Câmara de Prudentópolis durante a atual legislatura. Em julho, o vereador Valdir Bini (DEM), morreu em decorrência de um câncer, aos 47 anos. A cadeira foi assumida pelo suplente Osmário Batista (Cidadania, antigo PPS).

Médico Léo Ditzel, ex-vereador Alcides Schirlo, pai do vereador Cesar Schirlo, em evento na Câmara na legislatura de 1996 a 2000

Comentários