Política e Eleição / Notícias

14/02/19 - 18h49 - atualizada em 17/02/19 às 14h35

Lei de remoção de veículos abandonados não está sendo aplicada

Justificativa da prefeitura é de que não há pátio com câmeras para onde recolher os veículos e não foi licitada empresa para administrar o serviço
Da redação, com Assessoria da Câmara de Irati


O vereador Marcelo Rodrigues (PP) usou a Tribuna Livre durante a sessão semanal do legislativo iratiense para relembrar o projeto de sua autoria no ano de 2017, sancionado na Lei nº 4426, que dispõe sobre a remoção de veículos abandonados nas vias e logradouros públicos.

“Na semana passada liguei para o chefe da Iratran [Lee Jhefferson Anastacio de Souza] e para o secretário municipal de Segurança [Luiz Carlos Ramos], para saber o porquê desta lei não estar sendo executada. Fui informado que não temos hoje um pátio com câmeras de monitoramento para que estes veículos possam ser recolhidos e seria necessária licitação para que uma empresa possa administrar este recolhimento", disse.

PUBLICIDADE

Antes de recolher tem de notificar, alertou o parlamentar. "O primeiro passo da lei é notificar o cidadão dando um prazo para retirada do veículo e posterior remoção, acarretando o transporte e multas, gerando recursos aos cofres públicos”, afirmou Rodrigues e faz um alerta: "não adianta apresentarmos leis se não cobrarmos a efetiva execução das referidas".

Maquinário 

Marcelo Rodrigues também abordou a questão da falta de maquinários, citada na mesma sessão por Nilvado Bartoski (PSDB). Ele, que ocupou a secretaria de Viação e Serviços Rurais por pouco mais de um mês, relembrou os problemas enfrentados na pasta: “A atual estrutura de maquinários da prefeitura não oferece condições de atendimento às comunidades. Não podemos ficar criando expectativas falsas aos agricultores, porque as máquinas hoje não conseguem atender a demanda”, lamentou.

PUBLICIDADE

Comentários