Política e Eleição / Notícias

31/08/18 - 13h10 - atualizada em 31/08/18 às 13h36

Mello vê com cautela autorização para ingresso no SAMU

O presidente da Câmara de Irati disse que está preocupado em autorizar gastos adicionais sendo que faltam dentistas no interior

Da Redação, com informações da Câmara


Entrou em pauta na sessão da Câmara de Irati desta semana o projeto que ratifica o protocolo de intenções e autoriza o ingresso do município no Consórcio Intermunicipal do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência dos Campos Gerais – CISAMU. Junto veio um pedido para que a tramitação ocorra em caráter de urgência.

O presidente Hélio de Mello se manifestou sobre o projeto na Tribuna livre. Ele disse que ficou preocupado de autorizar gastos adicionais, com o SAMU e também para pagar a contribuição com a seguridade dos funcionários públicos que está atrasada.  

PUBLICIDADE

“É preocupante, pois estamos falando de saúde, de dignidade, de respeito com o nosso cidadão”, alertou o vereador levantando uma questão: “está faltando dentistas nos postos e tem um projeto entrando na casa solicitando que o município faça parte de um Consórcio. O projeto solicita autorização para que Irati seja atendida pelo SAMU e na mesma pauta outro projeto solicita autorização para pagar de forma parcelada aquilo que já tinha que ter contribuído com o Caixa de Seguridade dos Funcionários, que recentemente teve um projeto aprovado para pagar menos ainda. Vou solicitar que seja encaminhado para esta Casa, documentos descrevendo de onde que vai sair o dinheiro para pagar o atendimento do SAMU. Não somos contra, mas ele tem custo”.

O parlamentar ainda comentou que se um vereador for contra a esta autorização, corre o risco de ser criticado pela comunidade que pensa que vai sair de graça. Mas vai ter custo.

PUBLICIDADE