Política e Eleição / Notícias

15/06/17 - 01h23 - atualizada em 15/06/17 às 01h45

Nei Cabral solicita que vereadores limitem indicações a casos de urgência

Líder do governo na Câmara defende que algumas indicações podem ser diretamente endereçadas às Secretarias

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub e Jussara Harmuch 

Nei Cabral é o líder do governo na Câmara
O vereador Valdenei Cabral da Silva (PDT), líder do governo na Câmara de Irati, solicitou aos pares, durante as últimas sessões do legislativo, que os parlamentares limitem suas indicações ao Executivo a casos de urgência. De acordo com Nei, algumas dessas reivindicações poderiam ser diretamente endereçadas às Secretarias às quais dizem respeito, e os responsáveis pelas pastas poderiam responder pela sua possibilidade ou não de serem atendidas.

O vereador foi o convidado do programa “Meio Dia em Notícias” desta quarta-feira (14), onde falou ao vivo sobre a sugestão dada aos vereadores de que encaminhem as reivindicações, via ofício, diretamente às Secretarias ou mesmo que conversem pessoalmente com os secretários sobre a previsão orçamentária e a possibilidade de serem atendidas.

Nesse sentido, uma das alternativas para os vereadores seria apresentar as reivindicações durante participação na Tribuna Livre. “Até para que o vereador não entre mudo e saia calado da Câmara e tenha o que comentar lá dentro, até para que, muitas vezes, o público que está presente e a imprensa possam levar uma imagem desse vereador, de que ele se preocupa com a população”, justifica o vereador.

PUBLICIDADE
Nei Cabral considera que algumas das indicações apresentadas, como os pedidos de limpeza de bueiros, são de menor importância e não precisavam ser expostos durante a sessão, até porque são frequentes e recorrentes. Daí sua recomendação de que sejam encaminhadas diretamente, nesse exemplo, à Secretaria de Obras, onde poderá se informar também sobre o cronograma e as previsões orçamentárias para o atendimento dessas necessidades.

“A resposta verbal, é difícil de passar àquela pessoa que te fez a reivindicação. Então procuro sempre encaminhar ofício ao Executivo ou à Secretaria relacionada e tiro cópias desse ofício e passo às pessoas que me fizeram a indicação. Também faço uso da Tribuna, muitas vezes. E procuro passar, até mesmo pelo Whatsapp, a cópia das minhas indicações; procuro passar semanalmente aos meus eleitores”, comenta Nei Cabral.

O vereador afirma também que costuma, antes das sessões, observar a pauta de indicações e conversar com os demais colegas, a fim de evitar que as indicações se repitam. No entendimento de Nei Cabral, a questão esbarra até num princípio ético, para evitar que um vereador, que apresentou uma indicação “repetida” alguns meses depois, já com previsão da execução da benfeitoria ou melhoria, acabe levando os créditos por ela, só pela apresentação mais recente de indicação ao Executivo. Segundo Cabral, por esse motivo, algumas indicações chegam a ser retiradas de pauta.

PUBLICIDADE

Comentários