Política e Eleição / Notícias

04/04/12 - 04h38 - atualizada em 04/04/12 às 17h02

PV de Irati quer fazer oposição dentro de espírito democrático

Walter Henrique Trevisan- presidente do PV de Irati foi o segundo entrevistado da Série "Najuá Eleições 2012"

Da Redação, com reportagem de Marli Traple


Dando prosseguimento a série “Najuá Eleições 2012” conversamos com o presidente do PV de Irati, Walter Henrique Trevisan, que falou sobre as definições e expectativas do partido para as eleições municipais que serão disputadas no mês de outubro. Trevisan afirmou que o partido quer passar a imagem de uma oposição que critica, mas que também oferece propostas. “Irati carece hoje, dentro da Câmara Municipal, de pessoas que façam oposição, mas, [oposição] justa e democrática, porque não podemos simplesmente acatar todas as decisões impostas e até mesmo para provocar discussão para que os projetos levem melhoria na qualidade de vida da população”.

Aliança com o PSDB?

Perguntado a respeito das declarações dadas pelo presidente do PSDB, Willian Kasprzak, na semana anterior, sobre uma conversa que já teria acontecido entre os dois partidos, Trevisan confirmou, mas disse que a intenção do PV é falar com todos os partidos. “Todos os partidos estão conversando e o PV não vai ficar à margem disso, porque o processo democrático passa por este diálogo entre os grupos”, disse. Ele elogiou a postura do prefeito Sérgio Stoklos em eleições anteriores, quando conseguiu uma aliança com diversos partidos. No entanto, ele defende uma representatividade maior dos partidos, o que aumenta as possibilidades de escolha. “Não se quer uma eleição de chapa única da cidade e sim que existam vários candidatos”.

Candidatura própria

Em relação aos nomes do PV para a disputa, Trevisan citou algumas pessoas que se destacam pelo trabalho na comunidade e conhecimento político suficiente para ocupar o cargo de prefeito. São eles: Augusto Guerreiro, Dr. José Maria, Ieda Waydzik e Dagoberto Waydzik.

Trevisan disse que PV tem bons nomes para concorrer ao cargo de prefeito


Para o cargo de vice-prefeito, Trevisan não citou nomes, mas adiantou que não descarta a possibilidade de uma negociação para que o partido possa ter representação.

Filiados

O PV é um partido em crescimento na região. Em 2011 eram 37 filiados. Este ano já subiu para 160 e, segundo estimativa do presidente, vai subir ainda mais. A união é o alicerce do partido. "Existem divergências sim, mas existe o respeito sempre em relação às decisões que a maioria toma, sem brigas, porque nós somos uma unidade e é assim que vamos trabalhar por Irati".

Participação das mulheres

Na escolha dos pré-candidatos, o sexo feminino tem uma posição de destaque. “Já são mais de quatro reuniões realizadas com pré-candidatos onde a maioria são mulheres, o que prova que o partido acredita realmente na mulher”. Ieda Waydzik é um nome bem cotado. “A Ieda é uma mulher que tem um nome respeitado por todos dentro do partido e temos várias empresárias filiadas que vão se lançar como vereadoras. Na campanha passada trabalhamos para a Leandre. Daqui dois anos, se Deus quiser, ela vai ser eleita com a ajuda dos votos de Irati. Lembrando que (na última eleição) ela ficou em segunda posição no número de votos dentro do município e por poucos votos não se elegeu Deputada Federal“.

Confira outros detalhes da entrevista com o presidente do PV de Irati- Walter Henrique Trevisan no áudio abaixo.

Comentários